aforismos e afins

28 dezembro 2005

As pérolas do Dr. Soares

Já o disseram tantos (e não são demais). Como diz o André Azevedo Alves, o que é mais grave é a naturalidade com que os media pareceram (não) reagir a isto. Repare-se no que diz Soares à saída dum comício (vejam o vídeo no Tau-tau e a transcrição n'O Acidental):
.
1. «Não, não foi o líder do PP que disse isso (...), foi o líder do CDS que disse isso, dr. Ribeiro e Castro.»
.
2. «Ele diz aquilo... ele é, ainda por cima, deputado do Partido Socialista.»
.
3. «Um dos grandes grupos do Partido Socialista é o Partido Socialista... o Partido Socialista Europeu.»
.
4. «É uma pena que [Ribeiro e Castro] seja um dos mais entusiásticos, senão o mais entusiástico, apoiante do dr. Cavaco nesta eleição.»
.
As pérolas 1, 2 e 3 demonstram a viva lucidez do octogenário. A pérola 3 demonstra ainda sólidos conhecimentos sobre Teoria dos Conjuntos. A pérola 4 é duma demagogia algo pequena face à imagem de marca que o animal político Soares tem imprimido nesta luta. Se repararem bem, no vídeo vê-se um tipo com um ar meio manhoso ao lado de Soares e umas luzes vermelhas de gosto duvidoso a piscar. Isto não são insinuações nenhumas. São apenas tentativas caritativas de contextualização para tentar justificar esta cena («gaffe» será o maior plenonasmo de sempre?) de Soares. Para quem sacrificou o pobre Guterres com a história dos 6% do PIB, este vídeo devia ser repetido à exaustão e incluído nos manuais escolares como pré-aviso aos perigos da idade na política. Mas se isso acontecesse - claro - lá vinha o queixume que a comunicação social estava a levar CS ao colo e coisas do género. Enfim. É o PQT.

1 Comments:

  • O que seria interessante era ver como abririam os telejornais se tivesse sido o professor o autor destas "pérolas"

    By Blogger Tiago Alves, at 11:17 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home