aforismos e afins

05 dezembro 2005

Amor ou temor?

«É mais seguro ser temido que amado. (...) Porque os homens hesitam menos em ofender um que se faça amar do que um que se faça temer; porque o amor consiste num vínculo de obrigação que, dada a maldade dos homens, é roto no primeiro momento em que se levanta o interesse; mas o temor consiste num medo de represálias que nunca cessa. Deve, todavia, fazer-se temer de modo que se não ganhar amor, evite o ódio, porque se pode conjugar as duas coisas.» [Maquiavel, O Príncipe]

3 Comments:

  • Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    By Blogger aL, at 4:26 da manhã  

  • « daqui nasce um dilema: é melhor ser amado que temido, ou o inverso? (...) há uma coisa que se pode dizer, de uma maneira geral, de todos os homens: que são ingratos, mutáveis, dissimulados, inimigos do perigo, ávidos de ganhar»
    [idem, ibidem]


    «ora, entre todas as coisas, um príncipe deve evitar, sobretudo, ser odiado e mesquinho, e a liberdade conduz às duas condições. portanto é mais prudente suportar o apodo de somítico, que engendra má fama sem ódio, do que, por querer reputação liberal, incorrer forçosamente na de ganancioso, que engendra má fama com ódio.» [idem, ibidem]

    By Blogger aL, at 4:33 da manhã  

  • :))))
    muito bom

    By Anonymous joaodaveiro, at 11:02 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home