aforismos e afins

06 dezembro 2005

Cavaco, Alegre e os «titulares»

Sobre o debate que não vi, mas acompanhei via Blasfémias, gostei particularmente do olhar da Susana no Lida Insana. Recordo, a propósito, um, dois, três posts que escrevi em meta-tempos idos.

8 Comments:

  • Tiago, li os três posts e também gostei, ficando duplamente agradada. Há esta cultura maligna entre nós das hierarquias humanas de que esta questão dos títulos é apenas o aspecto verbal mais patente. Está para durar, a julgar pela desfaçatez do que se passou ontem no debate. Mas não conta com a minha colaboração, nem com a minha passividade. É bom saber que também não conta consigo!

    By Blogger Susana Bês, at 10:56 da manhã  

  • É uma coisa que precisava ser mudada... mas sem "imposição central", digamos assim. Por vontade própria, auto-regulação, etc. Mas num país cheio de inveja e pequenas vaidades, onde o mais importante é o "status" sobre o vizinho do lado... é difícil que isso aconteça.

    O exemplo mais hilariante é mesmo quando alguns executivos trocam os seus cartões pomposos, e riscam o título no cartão, dizendo, cheios de vaidade: "Para si sou só António".

    Neste "só" está toda uma forma de estar na vida. Not mine, that's for sure.

    By Blogger Tiago Mendes, at 11:09 da manhã  

  • Muito bom Tiago :)!! Também me lembrei logo do macaco adriano!!
    O Vasco Pulido Valente de vez em quando nas suas crónicas adopta o estilo Sr. este Sr. aquele, e rio só de pensar na cara dos visados que são todos uns DOUTORES ou PROFESSORES DOUTORES ou WHATEVER!!

    By Anonymous Filipe Castro, at 12:16 da tarde  

  • Obrigado, Filipe! Diria apenas que no caso de VPV, o azedume e' tanto, que quer ele diga "sr. Anibal" ou "Dr. Cunhal", acho que a interpretacao e' POR DEFINICAO jocoso-ironico-satirica. Simplesmente, o homem nao consegue dizer bem de ninguem, portanto apenas "randomiza" os epitetos "sr." e "dr." sem que a sua interpretacao mude muito!

    By Blogger Tiago Mendes, at 12:28 da tarde  

  • Uma última nota (irónica também)para o facto de em Portugal apenas no futebol a questão dos títulos funcionar com relativa normalidade, com os "Mister isto Mister aquilo"...

    By Anonymous Anónimo, at 1:14 da tarde  

  • Muito bom, caro anonimo, de facto ai ha uma coerencia a assinalar, ainda que haja a excepcao do "Professor Queiroz", o grande academico do futebol :)

    By Blogger Tiago Mendes, at 2:05 da tarde  

  • e ha o Professor Neca, que e' o meu preferido. Combina deliciosamente o saloio e o mestre...

    By Blogger Joao Galamba, at 4:21 da tarde  

  • Bem lembrado, o "professor neca". Só por si é um retrato de Portugal.
    (sem desconsideração pessoal para o respectivo "mister")

    By Blogger Gabriel, at 4:49 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home