aforismos e afins

10 dezembro 2005

Presunção e água benta...

...cada um toma a que quer, lá diz o povo. Ao contrário da mágica Coimbra, são raros os políticos que têm mais encanto na hora da despedida. Se ele já não abunda no activo, no adeus é quase sempre lastimoso. O 'bombeiro' Jorge Coelho é exemplo sublime: «Acha que se eu quisesse ter sido líder do PS não tinha sido?»

1 Comments:

  • Assim vai a política com estes broncos à frente. Se calhar ainda pensa que está em Macau a mandar...
    Coitados! que pena me fazem, ou melhor, que pena este país ter desta gente.
    Quem vota neles lá sabe e lá tem o que merece.

    By Blogger Descrente, at 10:04 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home