aforismos e afins

17 junho 2005

O escritor (3)

Porquê escrever? Quando me interroguei sobre isto, escrevi este post e mais este. Há uns 7 anos que não pegava em Vergílio Ferreira e resolvi fazê-lo há 3 semanas, ou seja quase 1 mês depois de ter escrito esses posts... o que quer dizer que partilhava da postura dele de certa forma inconsciente, ainda que não totalmente. No fundo escrever é isso: redescobrir(mo-nos) constantemente através do que escrevemos, que nos obriga a pensar e a pôr as ideias em ordem.
E porque não somos imutáveis, escrever é também reinventarmo-nos, é tomar as rédeas dessa reinvenção e perceber o que somos. Como acontece ao ler esta pérola que ele escreveu, trazida pela Marta:
«Escrevo para tornar visível o mistério das coisas. Escrevo para ser».

2 Comments:

  • E se escrever é um exercício em si e para si mesmo, ao parar de escrever, fugia de mim mesma?

    E que me faz buscar o retorno, tão custoso à minha pátria, minha língua, minha linguagem?

    By Blogger Daniela, at 9:37 da manhã  

  • Boa questão! Eu diria que não. Antes de escrever, pensas, sentes.
    Fugir seria deixares de o fazer, quando na verdade, apenas deixas de tornar visivel e de não fazer nascer, as coisas que te pairam dentro.

    Diz-se "O bom filho à casa torna". Serão as raizes, um cordão umbilical, uma razão de existência?

    By Blogger marta, at 9:38 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home