aforismos e afins

26 novembro 2005

Cruzes!

Seus jacobinos! A querer negar a história de Portugal! Hereges!

Esta será a reacção emotiva (charity principle applied) de alguns face à decisão de retirar símbolos religiosos das escolas públicas. Para quem tenha algum sangue frio, nada mais natural num país laico. Não confundir Estado e religião. Não ignorar o papel desta, nem das suas instituições e membros. Mas não sugerir na escola pública coisas com os quais o Estado não pode substantivamente ter algo a ver, mas apenas processualmente respeitar.

Eis um exemplo em como o uso moderado da razão se pode, se deve, sobrepor à bendita ordem espontânea. [Cruzes! Jacobino!].

7 Comments:

  • lembro-me de que na escola primária durante o mes de maio, montavámos [os alunos, a contínua e as professoras] um altar na sala de aula dedicado a "maria". Recordo-me de rezar 1 avé-maria e um pai-nosso pela saúde dos "nossos governantes". Isto em plena década de 80! receio bem que as minhas preces tenham sido ouvidas, é ver os relatórios médicos dos candidatos...

    By Blogger aL, at 2:45 da tarde  

  • "pela saúde dos "nossos governantes"."

    Ah, mulher do norte, carago!! A rezar pelos "nossos governantes", hein? Acho que cá no sul a malta era um boacdinho mais arejada, não leves a mal ;)

    By Blogger Tiago Mendes, at 9:28 da tarde  

  • ehehe mais um para o clube dos jacobinos :)

    By Blogger Berith, at 10:18 da tarde  

  • Também acho bem. Não me incomodam os crucifixos, mas, a bem do princípio da neutralidade, princípio esse caro aos liberais, é bom que se afastem quaisquer indícios de preferência do Estado por uma ou outra confissão religiosa ou ideológica.

    By Anonymous José Barros, at 10:43 da tarde  

  • «A rezar pelos "nossos governantes"» só bastante mais tarde é que vim a descobrir que não era uma norma e que na realidade eu era única que tinha rezado pela saúde dos governantes... aí tomei consciencia do significado das rezas e do altar!

    «Acho que cá no sul a malta era um boacdinho mais arejada» curiosamente, a tanto a directora da minha escola como a minha professora eram "malta" cá do sul, nascidas, criadas e escolarizadas de forma 'arejada'...

    By Blogger aL, at 11:16 da tarde  

  • "curiosamente, a tanto a directora da minha escola como a minha professora eram "malta" cá do sul, nascidas, criadas e escolarizadas de forma 'arejada'..."

    Estava a brincar, claro... além de ser uma piadinha fácil, nunca poderia ter a implicação de o teu caso ser consentâneo, já que a piada se baseia numa generalização estatistica, que com tal não tem que se verificar individualmente, mas apenas para a população e para qualquer amostra (considerando margens de erro, claro).

    By Blogger Tiago Mendes, at 11:20 da tarde  

  • «Estava a brincar, claro...» ;)

    mas eu não poderia deixar escapar esta oportunidade de 'espingardar' contra os GAJOS do sul que se acham melhor que as PESSOAS do norte ;)

    By Blogger aL, at 12:16 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home