aforismos e afins

02 dezembro 2005

El poeta de lo imposible

Recomendo este artigo sobre Pessoa. (via Blasfémias)

4 Comments:

  • "Sus imposibles revelan lo que nunca se revela totalmente: algo sería posible en lo imposible. La poesía es en él la inminencia de la posibilidad de lo imposible."
    :-)

    Isto é totalmente Heideggeriano. E o próprio Heidegger comparava muitas vezes o trabalho do filósofo ao do poeta. Será que temos aqui uma porta secreta Pessoa-Heidegger-Hayek? Tinham todos bigode! :-)

    By Anonymous Malv, at 2:44 da tarde  

  • Quanto a portas secretas, nao sei, mas Pessoa gostaria muito, dado o seu lado mistico!

    Quanto a Heidegger, nao sei se sera' a forma mais correcta de ver a questao. Pessoa foi um "pensador", acima de tudo. Evitaria a palavra "filosofo", embora ele se tenha debrucado em pensamentos varios sobre a metafisica.

    Julgo que a marca dele e' o "paradoxo". Dai o "poeta do impossivel". Pessoa flui por entre a contradicao e o jogo de palavras, o possivel e o impossivel, com uma paixao assolapada (e certamente regada a bom vinho) pela lingua, pela logica, pela mente, e pelo paradoxo que ha' ou pode existir em tudo isso.

    Para alem da obra maior que e' "O livro do desassossego", recomendo o "Escritos autobiograficos, automaticos, e de reflexao pessoal", ambos na Assirio & Alvim.

    By Blogger Tiago Mendes, at 3:09 da tarde  

  • Claro, a formulação do jornalista (possiblidade do impossível) é que me levou para esses lados. Referia-me ao paradoxo do Adorno, na Möglichkeit des Unmöglichen literalmente, (a possiblidade do impossível), e à importância da reflexão sobre a morte (a impossibilidade) para se chegar ao ser (à ontologia do Heidegger, no Ser e Tempo).
    E o meu ponto era que o Heidegger é que via o seu trabalho como próximo da poesia. mas tens razão, o post era sobre Pessoa e não Heidegger. :-)

    By Anonymous Malv, at 3:37 da tarde  

  • Agora entendo melhor o que querias dizer, e de facto faz todo o sentido. Acho que um existencialista-holists tem de qualquer modo inclinacao a ver poesia em quase todo o lado :)

    By Blogger Tiago Mendes, at 3:41 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home