aforismos e afins

24 novembro 2005

A atitude de «barricada»

De simplificar as coisas falaciosamente, optando por contra-ataques estilisticamente miméticos, e acabando por insultar, com ou sem intenção, alguns daqueles que pretendem discutir a questão dos "costumes" e o seu papel na "agenda liberal" de forma séria, está brilhantemente espelhada aqui. Parabéns João Miranda.

3 Comments:

  • Pleaseeee! critiquem-me o projecto de PMA do Bloco, que eu agradeço. Agora ir buscar gaffes (sentidas ou não, é-me indiferente) de debates de há meses atrás.. é tudo menos querer discussão séria, sobre coisas sérias e consequentes.

    Por muito que vos custe a aceitar, os únicos partidos que já fizeram alguma coisa em prol da igualdade neste país, no que toca aos LGBT, foram os partidos de esquerda. Com destaque para Os Verdes, Bloco e JS.

    By Anonymous Boss, at 3:26 da tarde  

  • Ao longo da discussão no Blasfémias, o JM conseguiu dizer-me o seguinte:

    - sou um activista LGBT;

    - não assimilei bem o liberalismo e por isso não devo falar pelos liberais e como liberal que penso ser;

    - não devo comentar os posts dele, porque não percebo a ironia;

    - sou do bloco de esquerda, sabe-se lá por que razão.

    No mínimo, fantástico. Suponho que os epítetos lançados por JM se estendam a todos os liberais que discordaram dele nesta matéria.

    Como cereja no bolo, JM ainda escreve posts a culpar os "falsos liberais" pela inexistência de um partido liberal em Portugal, quando ele nunca quis tal partido e acha que a sua formação seria um grave erro.

    É de rir. Pessoalmente, não tenho tempo para acompanhar o chorrilho de disparates que tem sido produzido pelo JM, mas louvo o esforço do homem em reduzir uma teoria política com séculos de existência a...ele mesmo.

    By Anonymous José Barros, at 6:00 da tarde  

  • "mas louvo o esforço do homem em reduzir uma teoria política com séculos de existência a...ele mesmo."

    Pois... so' mesmo com uma boa ironia posso alegremente concordar consigo, caro Jose Barros.

    De resto, eu proprio escrevi, e reitero, que acho o outro post do JM muito bem conseguido. O problema e' que isso e' mais aleatorio que outra coisa. Nem sequer diria que e' a excepcao 'a regra, embora "estatisticamente" o seja. Mas o problema maior e' um certo "autismo", a permanencia intolerante e at'e ingorante em se achar dono e senhor "do" liberalismo ("puro") e afins.

    Julgo que os ataques ad hominem ate serao excepcao, embora certamente de lamentar.

    O que nao se compreende e' aquela deriva alucinatoria em ver liberais impuros ou socialistas em todo o lado.

    Quanto ao argumento da criacao dum partido liberal em Portugal... como o JB sugere, e' simpesmente risivel.

    Abraco,

    By Blogger Tiago Mendes, at 6:26 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home