aforismos e afins

23 novembro 2005

Sondagem da Católica

Acabo de ouvir no Telejornal a seguinte sondagem da Católica*:

Resultados Reais (com distribuição de indecisos):

Cavaco: 39% (57%)
Alegre: 11% (17%)
Soares: 10% (16%)
Jerónimo: 3% (4%)
Louça: 3% (3%)

Total: 66% (97%)**

O mais engraçado é que o artista que fez a peça declara que a percentagem do "Não sabe" - que é repartida proporcionalmente por todos os candidatos para que a soma seja 100% - é de 15%. A coisa parecia-me tão descaradamente errada que rebobinei para poder tomar nota dos números exactos. Pobre matemática, tão pornograficamente maltratada. Os indecisos são 35% e não 15%. Estão a ver a diferença? É que o resultado mais importante são os 39% "seguros" que Cavaco tem, e não os 57% "extrapolados" com base nos 35% de indecisos. Cuidado.

Adenda: como o Miguel Madeira refere nos comentários, pode ter havido 20% de abstencionistas declarados além dos 15% de indecisos, o que faria Cavaco subir para uns consideráveis 47% seguros***, se efectuássemos a repartição dos abstencionistas. A ser verdade, o jornalista deveria ter referido essa variável fulcral na peça e, no mínimo ter ajustado os dados "sem distribuição de indecisos" adequadamente face aos abstencionistas declarados. O que é inadmissível é mostrar resultados que somam 66% e apenas acrescentar que os "Não sabe" são 15%.

*805 entrevistas telefónicas, mg. erro de 3.5%, nível de confiança de 95%.
**a soma não é 100% por haver mais candidatos e por eventuais questões de arredondamento, que também poderão influenciar (marginalmente) os restantes dados aqui apresentados. A interpretação, no entanto, não muda.
***sem mais dados (por enquanto), e ignorando os arredondamentos, os "outros candidatos" somarão 2% antes da distribuição de indecisos. Logo, inicialmente o "resto" é 32% e não 34%. Havendo 15% de indecisos, os abstencionistas declarados seriam 17%. O resultado de Cavaco, tendo em conta os abstencionistas, seria então de 39% / (100% - 17%) = 47%.

12 Comments:

  • Precisamente. Veja-se o exemplo de Carrilho e Carmona Rodrigues...

    By Blogger Bruno Gonçalves, at 10:28 da tarde  

  • É muito bom ter alguém sempre atento a estes nºs. das sondagens, quanto mais não seja para corrigir a 'maldita' matemática.
    Obrigado, Tiago.

    By Blogger Descrente, at 11:53 da tarde  

  • Não seriam 15% de indecisos e 20% de abstencionistas declarados?

    By Anonymous Miguel Madeira, at 12:27 da manhã  

  • Pior!

    39% de 34% (100-66) são13,26%;

    Logo, a extrapolação daria 52,26% e não os referidos 57%.

    E cá está: Há sondagens e "sondagens".

    E o tratamento despudorado, no caso, não é só da Matemática ...

    By Anonymous IM, at 12:28 da manhã  

  • Miguel: julgo que poderá ser isso, de facto. Deverá isso ser tido em conta para a extrapolação total? O "Não sabe" não é explícito, mas se sim, aí os indecisos são de facto menos importantes.

    IM: julgo que aí não hverá erros certamente... terá a ver com os arredondamentos e com os outros partidos. Repare que o 39% pode ser 39.4% e o 57% ser 56.5%. Mais o efeito dos "outros candidatos" que não está incluido na coluna da esquerda e que será de cerca de 2%, pelo que o total seria de 68%.

    By Blogger Tiago Mendes, at 12:42 da manhã  

  • Miguel: ainda em relação ao teu ponto, julgo que isso indicaria que o tratamento jornalístico ´foi muito fraco, porque de facto a abstenção declarada é crucial e nem sempre isto é perguntado directamente nas sindagens, e não é claro que isso tenha acontecido aqui.

    A ter-se perguntado directamente isso, os resultados já deviam mostrar esse efeito descontado, ou então referir isso expressamente.

    Agora mostrar um total de 66% e APENAS dizer que os indecisos são 15% é duma falta de profissionalimso atroz. Acho que concordarás.

    Mas o teu ponto é muito imporatnte, porque nesse caso a sondagem passava a dar (mais oumenos) 50% a Cavaco (40% a dividir por 0.8, em que 0.8 vem de 100% - 20%)

    By Blogger Tiago Mendes, at 12:45 da manhã  

  • "39% de 34% (100-66) são13,26%;"

    Mas, ao distribuir-se os indecisos, não vão 39% para o Cavaco, vão 39/66 (ou um pouco menos)

    By Anonymous Miguel Madeira, at 12:45 da manhã  

  • Caro IM: tenho que reparar o que disse: de facto é estranho que Cavaco tenha 57% na extrapolação, é uma diferença suficientmente grande para não ser devida aos arredondamentos. Vou tentar investigar...

    By Blogger Tiago Mendes, at 1:01 da manhã  

  • Não é estranho: esquecemos os abstencionistas/indecisos. Se os "outros" forem 2%, cavaco tem 39 votos em 68, ou seja, 57.3%

    By Anonymous Miguel Madeira, at 1:05 da manhã  

  • "Se os "outros" forem 2%, cavaco tem 39 votos em 68, ou seja, 57.3%"

    Ok... então a minha intuição inicial estava ok. É que não tenho máquina à mão para fazer contas exactas. Fica esclarecido esse ponto, então. Obrigado, Miguel.

    By Blogger Tiago Mendes, at 1:07 da manhã  

  • Já agora, mais uma achega.

    Hoje CS já só tem 44,0%, perdendo cerca de 5 p.p., relativamente a uma sondagem anterior que lhe dava 48,8% ...

    Ai as "sondagens", meu velho ...

    Tu é que tens razão, de sobra, quando dizes ... Mas as sondagens também podem influenciar a votação final ...CLARO ... e parece que é isso que alguns (ou MUITOS ?) andam a fazer ... et pour cause!

    By Anonymous IM, at 7:29 da tarde  

  • Chego aos mesmos 57,3%, com 15% de indecisos e 17% de abstencionistas.

    By Anonymous IM, at 8:27 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home