aforismos e afins

25 novembro 2005

Exibicionista é o beijo dos outros

A crónica desta semana de Augusto M. Seabra no Público, como avisou o João, é de tal forma genial e obrigatória que resolvi-me a começar a fazer uma Selecção de Crónicas de Imprensa. O artigo de Augusto M. Seabra faz um contraditório às palavras de MST que é um brilharete como há tempos já não via na nossa imprensa. Desmascara de tal forma os argumentos de Miguel Sousa Tavares que duvido que ele hoje vá dizer alguma coisa sobre o assunto...

9 Comments:

  • ó tiago, isto assim não vale! demorei 4 horas a ler a meta discussão religiosa, estava a tentar fazer um comentário, e agora tu roubas-me o post! não é justo :'(

    By Blogger aL, at 1:27 da manhã  

  • É o primeiro bom artigo que leio AMS. Quem lê o homem não pensa que ele pudesse ser correcto na análise da crónica de MST.
    À excepção da óbvia tirada contra o neoliberalismo que, claro está, não significa nada, concordo com tudo. De referir que AMS refere tudo quanto deveria ser mencionado. MST ficou, pois, com a careca à mostra. Por muito "dessassombro" que lhe valha, dificilmente poderá continuar a utilizar a palavra "jornalista" no fim das suas crónicas sem corar de vergonha.

    By Anonymous José Barros, at 1:43 da manhã  

  • Nem mais, caro José Barros. Confesso que sou apreciador da escrita de AMS, ainda que não incondicional, e também lhe noto algumas vezes um tom algo parcial, que julgo que o JB refere. Este artigo está verdadeiramente genial, não deixa pedra sobre pedra.

    Abraço,

    By Blogger Tiago Mendes, at 1:48 da manhã  

  • Não pretendendo (obviamente) dar lições a ninguém, o comentário do JB fez-me lembrar o do Adolfo, em que ele referia que não lia o MST e muito menos o JAS... às vezes há pérolas que saem dos sítios onde menos esperamos... e nunca é demais estar atento a quem apesar de tudo "escreve bem", mesmo que de vez em quando com muita demagogia.

    By Blogger Tiago Mendes, at 1:54 da manhã  

  • PS: "mesmo que de vez em quando com muita demagogia" não é, claro, dirigido a MST, JAS, ou AMS, mas apenas o ponto geral que pretendia fazer por "defeito", ou neste caso, por "excesso", já que reiterava que mesmo aqueles que menos apreciamos podem ter algum valor quando menos esperamos.

    By Blogger Tiago Mendes, at 2:01 da manhã  

  • isso na~o e' suposto estar no espac,o pu'blico? cada vez choro mais os meus €20.

    By Blogger pedro figueiredo, at 8:37 da manhã  

  • Tiago, não custava nada pôr também o artigo do MST da semana passada (mesmo sabendo que há um bloque para esse efeito). Desse modo, não se perderia o "diálogo".

    By Blogger mm, at 9:29 da manhã  

  • boa, Inês. Como é que não me lembrei disso... deve ter sido dos 60 comentários ;)

    By Blogger Tiago Mendes, at 10:20 da manhã  

  • "isso na~o e' suposto estar no espac,o pu'blico? cada vez choro mais os meus €20."

    Está, claro. OPtei por não por o link para o Público para não confundir as coisas. Quem tem acesso pode sempre ir lá descobrir o artigo no original. Foi uma mera opção por maior eficiência :)

    By Blogger Tiago Mendes, at 4:59 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home